Mídia corporativa e procurador da República divulgam informações falsas a respeito de interferência por parte da Rádio Muda

A Rádio Muda vem recebendo acusações de veículos de comunicação (o Correio Popular é um bom exemplo) que afirmam que a Rádio Muda interfere em comunicação de aeronaves. Também o Procurador da República, Edilson Vitorelli, afirma em nota publicada pelo MPF (http://www.prsp.mpf.mp.br/sala-de-imprensa/noticias_prsp/24-02-14-esclarecimento-fechamento-da-radio-muda-no-campus-da-unicamp) que a operação da Rádio Muda pode interferir na segurança aérea. 

Na página A4 de hoje (25/02/2014) do Correio Popular de Campinas e reportagens televisivas da EPTV são feitas afirmações a respeito de dezenas de registros de interferências em aeronaves. Em nota, o MPF fala em 23 relatórios de perigo. Pois bem, a Rádio Muda opera em 88,5MHz, frequência distante da faixa de comunicação de aeronaves, que vai de 118 a 136MHz, excluindo portanto a possibilidade de interferência de canal adjacente.

Qualquer harmônico da frequência da Rádio Muda também não está dentro da faixa alocada para comunicação de aviões, e não existem emissoras FM próximas a Rádio Muda que permitam que ocorra a geração de frequências produto de intermodulação.

O transmissor utilizado e construído para a Rádio Muda usa filtro de harmônicos (passa-baixa) com alta rejeição (maior que 40db) e tem emissão de expúrios em canal adjacente compatível com a máscara de emissão estabelecida pela Anatel, atestada por engenheiros elétricos da Unicamp, utilizando analisador de espectro.

Não existe nenhuma medida de campo que comprove qualquer interferência da Rádio Muda em aviões ou outras emissoras de rádio.

Gostaríamos de pedir a esses veículos de comunicação, e ao MPF, que mostrem as fontes que supostamente comentam sobre interferências de emissoras FM em comunicações de aeronaves, e ficaremos felizes de saber que mais pessoas tomarão conhecimento que grande parte das interferências em comunicações de aeronaves provêm de grandes emissoras de rádio e TV, que operam em potência superior à potência permitida pela outorga, além de operarem normalmente em localização distinta da localização especificada na outorga.

Nunca foi registrado nenhum acidente na história da aviação causado por interferência de emissora FM.

Segue anexo um documento escrito pelo engenheiro do CPqD Marcus Manhães desmistificando essa questão da interferência: http://muda.radiolivre.org/sites/muda/files/Interferencia%20radio%20FM.pdf

Um ótimo texto sobre o assunto da interferência, que diz "é uma metáfora que mascara uma velha limitação da tecnologia como um fato da natureza":http://www.culturadigital.br/josemurilo/2014/11/10/o-mito-da-interferencia-no-espectro-de-radio/

Original, em Ingles: http://www.salon.com/2003/03/12/spectrum/

 

Temos plena certeza que as informações a respeito de interferências provocadas pela Rádio Muda oriundas do Procurador da República Edilson Vitorelli são falsas.

 

Piratas são os grandes meios de comunicação e quem os defende, a Rádio Muda não está atrás do ouro! 

 

Add new comment